Renda fixa

Letra de Câmbio

Apesar de o nome remeter a câmbio, estamos falando de um ótimo título de Renda Fixa.

LC parece com CDB. Entenda essa mistura de letrinhas.

Apesar de o nome remeter à negociação de moedas estrangeiras, as Letras de Câmbio nada mais são do que títulos emitidos por financeiras. No mercado, essa aplicação também é conhecida por “CDB das financeiras”, por ter, basicamente, o mesmo funcionamento dos CDBs, LCIs ou LCAs, com a diferença de que estes são emitidos por bancos.

LC é a combinação de segurança e rentabilidade.

Segurança

Tem cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que protege o seu patrimônio em até R$ 250 mil.

Boa rentabilidade

Como é um título oferecido pelas financeiras, a taxa de rentabilidade tem chances de ser mais atrativa.

Sem surpresas

A rentabilidade da LC pode ser prefixada, pós-fixada ou híbrida, para você investir já sabendo sua rentabilidade.

LC ou CDBs das Financeiras. O nome tanto faz, o importante é a sua rentabilidade.

Tipos de Letras de Câmbio.

Prefixado

Possui juros fixos, que permanecem iguais até terminar sua aplicação.

Pós-fixado

Normalmente, tem juros atrelados ao CDI, com rentabilidade calculada dentro desse indicador.

Híbrido

É quando uma parte da rentabilidade é definida na hora da aplicação e a outra é vinculada a um índice econômico, como o IPCA, por exemplo.

Principais dúvidas sobre Letras de Câmbio.
Quais os riscos de investir em LCs?
Caso haja algum problema com a instituição financeira que emite as LCs, ela não poderá pagar o rendimento do seu investimento. Apesar de não ser muito comum isso acontecer, é importante prestar atenção no valor do investimento e nos limites de cobertura do FGC. Quando falamos em risco de mercado, considere a variação da inflação, as taxas de juros e de câmbio.
Qual o rendimento das LCs?
É importante frisar que a rentabilidade das LCs depende das condições do seu emissor. Geralmente, costuma ser acima de 100% do CDI e com prazos inferiores a 5 anos.
E para resgatar o dinheiro?
As LCs não podem ser resgatadas antes do vencimento. Caso precise do dinheiro, deverá vender o papel a outro investidor interessado no mercado secundário, o que pode comprometer a sua rentabilidade.