Fundos imobiliários

Vire dono de grandes empreendimentos.

Receba aluguel todos os meses sem passar pela burocracia de comprar um imóvel.

Dê valor ao seu dinheiro!

É fácil, rápido e sem custo.

Já iniciou o seu cadastro?

CONTINUAR

Por que investir em fundos imobiliários?

  • Renda extra

    Renda extra

    Receba aluguel, isento de imposto de renda, todos os meses sem ter que comprar um imóvel!

  • Diversificação

    Diversificação

    Tenha uma carteira composta por um conjunto diversificado de imóveis, papéis e inquilinos.

  • Simplicidade

    Simplicidade

    Negocie cotas sem se preocupar com a burocracia ou com os cuidados que um imóvel demanda.

Conheça os tipos de fundos imobiliários:

Investem e geram renda aos cotistas construindo ou comprando imóveis e empreendimentos lucrativos, como: shopping centers, imóveis corporativos e comerciais, hotéis, galpões comerciais e industriais.

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários.

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários.

Todo mês ativos selecionados buscando as melhores perspectivas de risco x retorno a médio prazo, com o objetivo de superar o IFIX.

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários.
Acessar o Relatório

Invista em você!

Aprenda tudo sobre fundos imobiliários e faça boas escolhas! Veja os conteúdos que separamos para você:

  • Blog

    Diferenças entre fundos imobiliários e fundos de investimento

  • Genial Ensina

    O que é um fundo imobiliário?

  • Genial Ensina

    Como investir em um fundo imobiliário?

  • Blog

    Como tirar dinheiro da poupança e investir em fundos imobiliários?

Principais dúvidas sobre fundos imobiliários:

Qual a diferença entre aplicar em fundos imobiliários e comprar um imóvel?

Preço:
FIIs: É possível investir com baixo valor inicial, pois você compra a cota de um fundo. Imóvel: Você precisa financiar ou pagar à vista um valor alto.

Burocracia:
FIIs: Você negocia as suas cotas online pelo homebroker. Imóvel: Para comprar ou vender um imóvel é necessário fornecer diversos documentos e depender de outras variáveis, que dificultam o processo.

Diversificação:
FIIs: É possível investir em imóveis de diferentes tipos e segmentos comprando cotas dos fundos. Imóveis: Caso você queira diversificar é preciso comprar múltiplos imóveis, com um alto valor de investimento.

Liquidez:
FIIs: Se precisar do dinheiro, ou de uma parte dele, você poderá vender suas cotas na Bolsa de Valores. Imóveis: Se necessitar do dinheiro com rapidez, você não conseguirá vender o seu imóvel de imediato e, talvez, precise aceitar um preço inferior por ele.

Custos:
FIIs: Taxa de administração; custo por ordem; e Imposto de Renda sobre a valorização da cota na hora da venda. O valor do aluguel é isento de IR para pessoas físicas. Imóvel: Custo do corrector; IPTU; condomínio; manutenções; ITBI; e Imposto de Renda.

Riscos:
FIIs: Geralmente, investem em grandes empreendimentos, ou seja, há maior diversificação de inquilinos, o que minimiza os riscos. Imóvel: Risco de vacância (imóvel vazio) e inadimplência.

O IFIX é um índice que serve como indicador de desempenho e média dos principais fundos imobiliários negociados na Bolsa de Valores.

Taxa de administração: cobrada anualmente para remunerar os serviços de gestão, administração e de outras instituições presentes nas operações diárias.

Custo por ordem (B3): 0,03%.

Imposto de Renda: apenas na venda das cotas, é cobrado 20% sobre a valorização da cota, e não sobre o valor investido.

Não. Por mais que a maioria dos FIIs faça distribuições mensais, a regra exige que todo fundo imobiliário reparta semestralmente 95% do seu resultado, no mínimo (Lei Federal 8.666/1993). Ou seja, os rateios podem variar de acordo com a estratégia de distribuição de cada gestor.

Cada FII tem regras próprias, mas, em geral, os rendimentos são pagos no dia 15 de cada mês.

Os rendimentos são creditados automaticamente em sua conta Genial.