Fundos de Investimento

Invista nos melhores gestores do mercado.

Diversifique a sua carteira de investimentos sem ter que se preocupar com a gestão dos seus ativos.

Dê valor ao seu dinheiro!

É fácil, rápido e sem custo.

Já iniciou o seu cadastro?

CONTINUAR

Por que investir em fundos?

  • Diversificação

    Diversificação

    Um produto, vários investimentos. Faça parte de diversas estratégias do mercado.

  • Gestão especializada

    Gestão especializada

    Faça seu dinheiro render! Tenha especialistas focados em tomar decisões por você.

  • Praticidade

    Praticidade

    Invista com tranquilidade! Você não precisa acompanhar os produtos diariamente para investir.

Conheça os tipos de fundos:

Bons rendimentos e baixo risco! Nesses fundos, pelo menos 80% das suas aplicações serão feitas em títulos públicos ou privados. Bom investimento para quem tem perfil conservador!

VEJA A LISTA COMPLETA

Invista em você!

Aprenda tudo sobre fundos de investimento e faça boas escolhas! Veja os conteúdos que separamos para você:

  • Genial Ensina

    O que são Fundos Multimercado?

  • Genial Ensina

    O que são Fundos Cambiais?

  • E-book

    Fundos de investimento: O manual de aplicação

  • Blog

    Como funcionam os fundos de investimento?

Principais dúvidas sobre fundos de investimento:

O que é um gestor de fundos e o que ele faz?

O gestor toma todas as decisões de investimento do fundo, ou seja, é responsável por acompanhar o mercado e definir a estratégia de montagem da carteira, buscando definir os melhores momentos de compra e venda de ativos financeiros para obter o maior retorno possível. 

Cada fundo de investimento possui um regulamento exclusivo. Por isso, o valor mínimo de aplicação e de saldo de permanência é específico para cada um. Mas aqui, na Genial, temos fundos de investimento a partir de R$ 100,00.

Taxa de administração: cobrada anualmente para remunerar os serviços de gestão, administração e de outras instituições presentes nas operações diárias. Você pode encontrá-la no prospecto de cada fundo. 

Taxa de performance: cobrada apenas quando a rentabilidade do fundo ultrapassa a de seu indicador de referência preestabelecido. Ou seja, ela serve para remunerar bons resultados.

Taxa de entrada e taxa de saída: cada uma dessas taxas só é cobrada uma vez, a primeira no ato do aporte e a segunda no ato do resgate. Sendo que, a taxa de saída só é cobrada se o investidor decide vender suas cotas antes do prazo preestabelecido. São raros os casos em que essas taxas são cobradas.

IOF: é cobrado apenas se for feito o resgate antes do período de 30 dias da aplicação. Após esse prazo, não há mais IOF. 

Há cobranças diferentes para cada tipo de fundo:

Fundos de longo prazo: tabela regressiva. São fundos que possuem uma carteira de títulos com prazo médio ou igual a 365 dias.

Fundos de curto prazo: até 180 dias, a alíquota é de 22,5%; acima de 180 dias, a alíquota é de 20%. São fundos que possuem uma carteira de títulos com prazo médio ou inferior a 365 dias.

Fundos de ações: alíquota de 15% na hora do resgate, independentemente do prazo.

Come-cotas: em vez do Imposto de Renda ser cobrado em dinheiro e apenas no resgate, ele é cobrado em forma de cotas e de seis em seis meses, sempre no último dia útil de maio e de novembro. Os fundos sujeitos ao come-cotas são os de renda fixa, os cambiais e os multimercados.

Os fundos possuem CNPJ próprios e, portanto, não possuem a garantia do FGC. Caso a gestora ou a administradora do fundo quebrar, os recursos dos cotistas não serão afetados, apenas será necessário escolher outra instituição para assumir essas funções.

Fundos de investimento não têm prazo de vencimento. Seu prazo, geralmente, é indeterminado. Eles começam, e não têm data para acabar.